Avançar para o conteúdo

“Não Peça” no teatro do CCJF

Indicado ao prêmio Shell pela dramaturgia, “Não Peça” é um espetáculo solo da atriz e autora Lucília de Assis. Em cena, Jandira, uma funcionária do teatro, que se divide entre faxineira, bilheteira e baleira, é convocada na última hora para uma nova função: segurar o público de uma peça cujo elenco está preso em um engarrafamento. A peça integra a segunda edição da Mostra Solo no Centro Cultural Justiça Federal, que traz, a cada semana, um espetáculo diferente sobre as complexidades das relações humanas. Dirigida por Bianca Byinghton, “Não Peça” será apresentada nos dias 2, 3 e 4 de junho, sexta, sábado e domingo, às 19h.
Com muito humor e poesia, o espetáculo traz à cena Jandira, funcionária humilde e obediente da casa de espetáculos, que só sobe aos palcos mesmo para varrer. De repente, frente a um imprevisto, ela é convocada para ocupar a linha de frente e entreter o público. Ela então decide contar suas próprias histórias, desde a infância pobre em Cantochão, no Estado de Calamidade, até sua vida nos bastidores do teatro. “Nem toda vida daria um filme. Mas aqui, a vida da funcionária Jandira, com certeza, acaba dando uma peça. Ou melhor, uma NÃO PEÇA”, sintetiza Lucília.
A difícil história de Jandira, aliada à ficção e à realidade de tudo o que acontece nesse espaço teatral passa a constituir o repertório existencial da mulher, que conhece o teatro em sua intimidade. “A peça lida com as verdades como ficções do racional e as ficções como verdades do ‘imaginal’”, reflete Lucília. “Jandira veio menina do barro seco direto para a caixa preta de um teatro, sem escalas. Analfabeta, aprendeu a ler com os textos das peças. Seu universo não é mundano, disperso, superficial. Tudo para ela é existencial. Jandira é a encarnação da visão de mundo de Lucília de Assis, transbordante de humor e poesia”, finaliza a diretora Bianca Byinghton.

SINOPSE
NÃO PEÇA, espetáculo solo da atriz e autora Lucília de Assis indicada ao 32o Prêmio Shell pela dramaturgia, fala de Jandira, funcionária que mora nos fundos do teatro onde também desempenha os papéis de faxineira, bilheteira e baleira. Ao tomar conhecimento que o elenco do espetáculo em cartaz encontra-se preso em um engarrafamento de grandes proporções, Jandira recebe mais uma atribuição: Segurar o público até a chegada dos atores. É assim que a funcionária, testemunha de inúmeras peças, mas habituada a subir no palco apenas para passar uma vassoura, passa a ocupar o lugar de linha de frente do espaço cênico e a contar suas histórias. Nem toda vida daria um filme, mas aqui, a vida da funcionária Jandira, com certeza, acaba dando em uma peça. Ou melhor, em uma NÃO PEÇA.

Comprar ingressos.

Data

02 - 04 Jun 2023
Expired!

Hora

Sexta a domingo, em únicas apresentações
19:00 - 19:00
Julho 2024
Eventos não encontrados!
Ver Mais

Deixe um comentário