Skip to content

“Rosas Negras”: espetáculo que aborda vivências e autoestima da mulher negra estreia no Rio de Janeiro no Teatro Ruth de Souza

Solo cênico baiano ocupa pela primeira vez o Teatro Ruth de Souza nos dias 02,03 e 04 de setembro. Programação também conta com oficina de Dança dos Orixás

Com o protagonismo feminino negro em cena, o premiado espetáculo baiano Rosas Negras se apresenta no Teatro Ruth de Souza no Rio de Janeiro (RJ) entre os dias 02, 03 e 04 de setembro. O solo cênico, que nasce da pesquisa historiográfica da atriz alagoinhense Fabíola Nansurê, há 5 anos passeia por diversos palcos na Bahia e pela primeira vez  realiza temporada fora do estado, passando por São Paulo e Rio de Janeiro. Além da apresentação, também será realizada a oficina “Eu vejo você – Dança dos orixás para não dançarinas” com a atriz, pesquisadora, coreógrafa e preparadora corporal Fabíola Nansurê e o Bate-papo Ipadê das Rosas Negras. As inscrições para a oficina são gratuitas e o ingresso para as sessões de espetáculo custam R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia). Mais informações podem ser acompanhadas através do instagram @rosasnegras.espetaculo e do site: www.rosasnegrasespetaculo.com.br

É a primeira vez que o Teatro Ruth de Souza recebe um espetáculo de outro estado. “É uma honra ocupar o palco de um espaço que leva o nome de uma das grandes pioneiras do teatro brasileiro, ainda mais sendo um espetáculo que dialoga com questões do universo feminino, da ancestralidade e da representatividade de mulheres negras”, destaca Fabíola. A peça tem dramaturgia de Onisajé, direção de Diana Ramos e direção musical de Jarbas Bittencourt. Foi premiado nas categorias de Melhor Espetáculo e Melhor Dramaturgia no 2° Festival de Teatro Online em Tempo Real do Rio de Janeiro em 2021 e indicado ao Prêmio Braskem de Teatro (BA) na categoria “Espetáculo do Interior” no mesmo ano.

Trazendo uma atmosfera provocativa, intensa e ao mesmo tempo acolhedora, o espetáculo apresenta as dificuldades, lutas, vitórias e desafios presentes no cotidiano de mulheres negras, a partir da afirmação da sua autoestima. A intérprete-criadora e atriz baiana Fabíola Nansurê parte de sua pesquisa com mulheres negras de diferentes idades e áreas de atuação para a construção da narrativa que traz histórias de anônimas e famosas que se destacaram na luta contra o racismo e a violência contra a mulher.  “A intenção vai além de se posicionar perante as dores da mulher preta, que são muitas, nós celebramos a sua existência e abrimos um canal de diálogo”, afirma Fabíola.

De acordo com Fabíola, “Rosas Negras”,  é uma grande “MULHERAGEM” à mulher negra. O espetáculo põe em cena a beleza, o vigor, a inteligência, a sensualidade e sensibilidade da mulher negra, lutando contra os estigmas e os estereótipos imputados a elas pelo processo de colonização. “Rosas Negras reverencia a ancestralidade feminina, coloca a mulher negra como protagonista da sua própria história, cria referência, empodera, potencializa a autoestima e valorização de nossas raízes negras”, destaca a atriz. 

Para a dramaturga Onisajé levar o espetáculo para outras cidades fora da Bahia é motivo de muita alegria e orgulho por ampliar o alcance de uma produção totalmente baiana e integrada por pessoas negras. “Essa circulação vem dar um novo respiro a um espetáculo que já é reconhecido pela profundidade com que trata as questões que atravessam as mulheres negras. É um momento para celebrar e manter viva a chama do ritual dos diálogos e encontros, desse espelho que é o teatro, onde a gente se reflete, se percebe, se provoca e se problematiza”, destaca a dramaturga.

Fabíola também destaca a relevância política-social desse intercâmbio com o público de outras regiões. “Rosas Negras é um grande IPADÊ (encontro) de mulheres que  se reconhecem nas vivências. Um EBÓ (oferenda) de autoestima, de autoconfiança, de reverência às nossas mais velhas, de estratégia, de autocuidado, de orgulho em ser mulher preta, de cuidado com nossas irmãs, de orgulho ao crespo e de orgulho a nossa tez. Sabemos como é difícil nossos corpos ocuparem certos espaços e ter essa projeção é uma oportunidade incrível de trocar com mais mulheres do nosso Brasil. A gente leva nosso jardim da Bahia para florescer em outras cidades”.

PROGRAMAÇÃO

  • Teatro Ruth de Souza (R. Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa, Rio de Janeiro)

 31 de agosto e 01 de setembro (Qua e Qui).

Oficina: “Eu vejo você – Dança dos Orixás para não dançarinas”

02, 03, 04 de Setembro. (Sex a Dom).

Apresentações do espetáculo Rosas Negras:

Valor de Ingresso: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

03 de Setembro

Bate-papo Ipadê das Rosas Negras

Date

02 - 04 Sep 2022
Expired!

Time

19:00

Localização

Teatro Ruth de Souza
R. Murtinho Nobre, 169 - Santa Teresa.




May 2022
August 2022
September 2022
No event found!
Load More

Archives

No archives to show.

Categories

  • No categories

Leave a Reply

Your email address will not be published.