Avançar para o conteúdo

Neste sábado, às 16h, conversa com a artista Amanda Coimbra e a pesquisadora e colaboradora do Observatório Nacional Teresinha Rodrigues, na Z42 Arte

Neste sábado, dia 26 de novembro, às 16h, será realizada uma conversa entre a artista Amanda Coimbra e a engenheira química Teresinha Rodrigues, pesquisadora colaboradora do Observatório Nacional, na Z42 Arte, no Cosme Velho. A conversa é parte da exposição “Nascer de Terras”, que a artista apresenta até o dia 17 de dezembro na Z42 Arte, com curadoria de Fernanda Lopes. A entrada é gratuita.

Para criar as 20 obras da exposição, Amanda Coimbra parte da icônica fotografia “Earthrise” (1968), do astronauta William Anders, que mostra o planeta Terra visto da Lua. Considerada como uma das 100 fotografias que mudaram o mundo, a imagem serviu de base para a artista começar a fotografar o céu noturno de forma analógica. Com os negativos em mãos, ela começou a arranhá-los, com agulhas, pontas de compasso e outros objetos pontiagudos, fazendo desenhos, criando novos planetas, desenhando estrelas, luas e repensando o nosso lugar no mundo.

“Na superfície nítida e perfeita do negativo, crio marcas permanentes, quase como se fosse uma tatuagem, transformando-a em uma imagem meio ambígua, híbrida, pois ainda há a informação original daquela imagem fotográfica, mas com um desenho por cima, que se torna parte daquilo”, explica Amanda Coimbra.

Com isso, a artista mescla a realidade da fotografia com os seus desenhos, criando imagens híbridas de ficção e realidade, misturando dois suportes distintos – fotografia e desenho – em uma mesma obra. “Ao borrar a fronteira entre ficção e realidade, ciência e imaginação, Nascer de Terras reafirma que não existem imagens inocentes. É preciso estar atento e em posição de duvidar. É preciso olhar, olhar de novo, e olhar mais uma vez. O que estamos realmente vendo?”, ressalta a curadora Fernanda Lopes.

Enquanto Amanda fazia os desenhos, o robô da Nasa “Perseverança” chegava a Marte, e a artista incluiu o planeta vermelho em algumas obras. “A missão tinha como principal objetivo procurar sinais de vida no planeta e, como desdobramento, estudar a possibilidade dele ser habitado por seres humanos. Se em 1969, a fotografia da Terra nos fez repensar nossa relação com o planeta que habitamos e com a construção da imagem, hoje, acompanhar a exploração de Marte é ver nascer mais uma vez outra possibilidade de Terra. E outra possibilidade de imagem”, afirma a curadora.

Junto com a exposição “Nascer de Terras”, também na Z42 Arte, está sendo apresentada a mostra “Esqueça de mim”, de Marcelo Albagli, também com curadoria de Fernanda Lopes. As exposições têm o patrocínio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro através do Edital Retomada Cultural RJ2.

Serviço: Conversa com Amanda Coimbra e Teresinha Rodrigues na Z42 Arte
Dia 26 de novembro de 2022, sábado, às 16h
Exposição: até 17 de dezembro de 2022
Z42 Arte
Rua Filinto de Almeida, 42, Cosme Velho – Rio de Janeiro
Telefone: (21) 98148.8146
De segunda a sexta, das 11h às 16h. Sábado, mediante agendamento.
Entrada franca

Informações para a imprensa: Midiarte Comunicação
Beatriz Caillaux/ Bianca Souza
(21) 98175.9771
www.midiarte.net

Data

26 Nov 2022 - 17 Dez 2022
Ongoing...

Hora

16:00
Z42 Arte

Localização

Z42 Arte
Rua Filinto de Almeida, 42, Cosme Velho – Rio de Janeiro




Março 2022
Maio 2022
Junho 2022
Agosto 2022
Outubro 2022
Novembro 2022
No event found!
Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *