Avançar para o conteúdo
A MÚSICA BRASILEIRA DE CONCERTO NA CIDADE DAS ARTES

I FESTIVAL DE MBC DO RIO DE JANEIRO – A MÚSICA BRASILEIRA DE CONCERTO NA CIDADE DAS ARTES

A MÚSICA BRASILEIRA DE CONCERTO NA CIDADE DAS ARTES

I FESTIVAL DE MBC DO RIO DE JANEIRO – A MÚSICA BRASILEIRA DE CONCERTO.

CIA. BACHIANA BRASILEIRA ESTREIA NA CIDADE DAS ARTES BIBI FERREIRA.

Com um concerto inédito no dia 22 de dezembro, às 19h.

Prêmio de Cultura do Estado do RJ em 2009 e uma trajetória brilhante, com críticas extraordinárias no Brasil e no exterior, além de centenas de concertos e gravações nas principais salas, teatros e espaços de concerto na cidade, a Cia. Bachiana Brasileira fará a sua estreia na Cidade das Artes Bibi Ferreira, no próximo dia 22 de dezembro, quinta-feira, às 19h, lançando o I FESTIVAL de MBC do Rio de Janeiro – A MÚSICA BRASILEIRA DE CONCERTO, com obras-primas da produção musical brasileira de Villa- Lobos aos nossos dias, com Guerra-Peixe, Breno Blauth, Henrique de Curitiba e Dimitri Cervo.

A interpretação ficará a cargo da Cia. Bachiana Brasileira e solistas, reunindo alguns dos melhores músicos de nosso meio musical, como Alexis Angulo, Cristiano Alves, Felipe Destéfano, Gabriela Queiroz, Jorge Postel e Rubem Schuenck.

Esse imenso acervo chamado de MBC é a marca que dá rosto à Música Brasileira de Concerto e faz um contraponto à MPB, a Música Popular Brasileira, expressão musical já conhecida e reconhecida, nacional e internacionalmente. Entretanto, a MBC, malgrado a sua condição de ilustre desconhecida, é provavelmente o nosso último grande patrimônio cultural a ser descoberto, pelo Brasil e pelo mundo, com força para mudar a imagem do nosso país no exterior.

A criação deste Festival de MBC chega com a missão de contribuir na difusão dos grandes compositores brasileiros da música de concerto, que veio sendo escrita desde os tempos coloniais aos dias de hoje, levando a nossa alma brasileira para os quatro cantos do mundo, onde, sozinha, abrirá portas importantes para todos nós, porque o Brasil é um manancial musical e, a sua música escrita, um tesouro ainda desconhecido.

Um concerto beneficente organizado pelos músicos para a recuperação da Bachiana. Este concerto nasceu da iniciativa espontânea de um núcleo de músicos da orquestra que se reuniu para a realização deste evento com caráter beneficente para o soerguimento do conjunto, doando, portanto, seu cachê para a Bachiana, nesse momento histórico para a continuidade Companhia e seu papel na vida musical da cidade, voltado agora para um público da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e adjacências, que talvez só conheça a Companhia através de seu canal na Internet.

“- É tempo de renascimento para a nossa Bachiana, que muito sofreu em meio à luta por sua sobrevivência ao longo da pandemia, com as salas fechadas, a perda de patrocínios e de dezenas de seus associados em isolamento pela Covid, descapitalização e até óbito. Mas quem vier poderá vivenciar não apenas a beleza do som único dessa orquestra tão especial, cultivado ao longo de três décadas, mas também participar do momento do seu levante para o preparo de novas e muitas emoções. Imperdível!” – conclui o maestro Ricardo Rocha – diretor musical e fundador da Cia. Bachiana Brasileira.

Serviço:

I Festival de MBC do Rio de Janeiro – 2022

A Música Brasileira de Concerto

Com a Cia. Bachiana Brasileira

Data: 22 de dezembro – quinta-feira

Horário: 19h

Local: Cidade das Artes Bibi Ferreira

Teatro de Câmara

Endereço: Av. das Américas, 5300 – Barra da Tijuca

 

Programa:

 

Villa-Lobos (1887-1959)

– Bachianas Brasileiras n. 9 (1945), para Orquestra de Cordas

. Prelúdio – Fuga 

César Guerra-Peixe (1914-1993)

– Concertino para Violino e Orquestra de Câmara (1972),

  . Allegro comodo / Andantino  / Allegro un poco vivo

 Violino: Gabriela Queiroz

 

. Brenno Blauth (1931-1993): 

  – Concertino para Oboé e Orquestra de Cordas  

. Animado / Andante / Vivo

   Oboé: Jorge Postel

– breve Intervalo –

 

. Henrique de Curitiba (1934 – 2008)

 – Poema Sonoro, para Orquestra Cordas

  Uma ode à natureza e ao meio-ambiente

 

. Dimitri Cervo (1968):

 – Pattapiana, para Flauta e Orquestra de Cordas

   Flauta: Alexis Angulo    

 

. César Guerra-Peixe (1914-1993)

– Roda de Amigos

. O Rabugento (Fagote), Felipe Destéfano;

. O Teimoso (Clarineta), Cristiano Alves;

. Melancólico (Oboé), Jorge Postel;

. O Travesso (Flauta,), Rubem Schuenk; 

Orquestra de Câmara Bachiana Brasileira

– Direção e Regência: Ricardo Rocha

 

SERVIÇO: 

LOCAL: Teatro de Câmara.

CLASSIFICAÇÃO: Livre.

DURAÇÃO: 90 MINUTOS (MÉDIA).

 

Comprar ingressos.

Tags:

Data

22 Dez 2022
Expired!

Hora

19:00

Localização

Cidade das Artes
Av. das Américas, 5300 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, 5300, Rio de Janeiro - Rio de Janeiro
Ingressos




Agosto 2022
Novembro 2022
Dezembro 2022
No event found!
Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *