Avançar para o conteúdo
A CASA E O MUNDO LÁ FORA - TEATRO DULCINA

A CASA E O MUNDO LÁ FORA – Cartas de Paulo Freire para Nathercinha- TEATRO DULCINA/RJ

A CASA E O MUNDO LÁ FORA – Cartas de Paulo Freire para Nathercinha- TEATRO DULCINA/RJ

O TEATRO COMO DOCUMENTO

programação para as quintas-feiras de maio

A CASA E O MUNDO LÁ FORA – Cartas de Paulo Freire para Nathercinha

A partir da obra homônima de Nathercia Lacerda, A CASA E O MUNDO LÁ FORA: Cartas de Paulo Freire para Nathercinha parte da narrativa de uma menina de nove anos, que nos anos sessenta, no Rio de Janeiro, se correspondeu por cartas com Paulo Freire durante o período em que ele esteve exilado no Chile. Seguindo a tradição do Teatro Documentário, o trabalho transita entre as cartas recebidas pela menina Nathercinha e os relatos de inúmeros anônimos que participaram do experimento de Angicos-RN para trazer à cena o debate sobre o projeto político-pedagógico de alfabetização de jovens e adultos defendido por Paulo Freire.

O projeto A CASA e o MUNDO lá fora – Cartas de Paulo Freire para Nathercinha é o terceiro projeto que compõe a TRILOGIA DOCUMENTAL – A VOZ DOS ANÔNIMOS, série de trabalhos concebidos pela En La Barca a partir da tradição do Teatro Documentário. A primeira versão da peça, criada em 2018, realizou dezenas de apresentações em escolas, universidades, assembleias, congressos, sindicatos, espaços alternativos e teatros entre o Rio de Janeiro (e inúmeras cidades do seu interior) e São Paulo. Em março de 2020, quando cumpria temporada no Museu da República/RJ, teve sua trajetória interrompida pela pandemia do Covid – 19. Durante o período de isolamento, uma nova versão começou a ser gestada, com a entrada de mais uma atriz no elenco e o reinício das pesquisas em busca de novo material documental. O ponto alto da criação dessa nova versão foi a pesquisa de campo realizada pela En La Barca em setembro de 2021 na cidade de Angicos-RN, marco brasileiro da luta em defesa da alfabetização popular. Em 10 dias de pesquisa de campo, a En La Barca realizou um estudo prático-teórico de manifestações populares nordestinas e coletou uma série de depoimentos de anônimos alfabetizados pelo método “das 40 horas de Paulo Freire” em 1963. Esse novo material faz parte da nova versão da peça que reestreou em novembro de 2021 no antigo prédio da UNE, no Rio de Janeiro, rebatizado de Centro Cultural da Democracia. No ano de 2022 realizou uma temporada no Teatro Noel Rosa, na UERJ, além de circular por São Paulo e por seis cidades do estado do Rio de Janeiro, durante os meses de outubro e novembro de 2022, no projeto MARCHAS FREIREANAS.

Comprar ingressos.

Data

25 Mai 2023
Expired!

Hora

19:00 - 20:15

Localização

Teatro Dulcina
Rua Alcindo Guanabara, 17 - Centro – Rio de Janeiro (RJ)
Junho 2024
Eventos não encontrados!
Ver Mais

Deixe um comentário